gnu/linux um projeto de sucesso - parte 1:

gnu/linux um projeto de sucesso

Tux

Olá querido (a) leitor (a), seja bem vindo (a).
Obrigado por prestigiar nosso projeto.
Gostaria de expressar em texto a alegria de poder postar compartilhando meu conhecimento sobre esse sistema operacional Open Source tão maravilhoso, Linux!
Quero agradecer ao Professor e Mestre José NORBERTO Sousa Lopes por essa grande oportunidade, espero que possamos trabalhar muito juntos em pró da difusão de conhecimento do Software livre e cooperar com a inclusão digital nessas tecnologias abertas no Brasil.

Agradecimentos:
Primeiramente a Deus (o Eterno) em nome de seu filho (Yeshua “Jesus”, o Messias) por tudo, minhas filhas (Martha Stephany Uma talentosa Webdeveloper e a pequenina Maria Eduarda especialista em linguagem mamadeira++), minha amada Esposa (Cláudia - A eterna namorada, uma excelente cozinheira), eu a amo demais, meus Pais (Edelvira e Paulo), todos os meus parentes, meus grandes amigos, a família Inox (Inoxpar – onde trabalho atualmente, parabéns e sucesso a todos, ao projeto Vestibular Social seus idealizadores estão parabéns (www.vestibularsocial.com.br), meu estimado e precioso Irmão (Jisser), ele me influenciou em muito a seguir carreira, principalmente quando eu o vejo montando seus projetos eletrônicos onde são criados, tanto os circuitos eletrônicos como o software embarcado em Assembly (linguagem de baixo nível), um grande AUTODIDATA.

Breve biografia do autor

Meu nome é Edson Alves de Oliveira Lourenço, mais conhecido entre os familiares e velhos amigos como Tito.
Fique a vontade em me chamar de Titux (se preferir), é por esse pseudônimo (apelido) que sou conhecido na comunidade Linux.
Idade: 27 anos. Universitário: Faculdade Drummond - Campus Ponte Rasa.
Curso: Análise e Desenvolvimento de Sistemas pelo projeto Vestibular Social.
Profissão: Administrador de redes / Webmaster / Consultor em software livre na indústria de fixadores em aço inoxidável INOXPAR (www.inoxpar.com.br).

Primeiro contato

Meu contato com informática começou cedo, foi aos 10 anos de idade (em 1991), Papai me deu um PC bem antigo. Era um clássico PC XT 8086 com 8 MHz e apenas 320 Kb de memória RAM, na época os lançamentos eram 486 DX 66 MHz de 8 ou 16 MB de RAM.
Detalhe, o meu tinha só 8 MHz sendo que os lançamentos da época eram  66 MHz, (e você reclama dos seus 1,0 GHz, não é?). Monitor dessa geringonça era verde fósforo CGA (Color Graphic Adapter), HD (disco rígido) era luxo, custavam super caro. Talvez você nunca tenha visto ou até ouvido falar em uma maquina dessa, confesso que tenho saudades dela, era meu primeiro laboratório. Os equipamentos pré-históricos são altamente didáticos.

Ela dava boot com um disquetão de 5 1/4 320 KB, eu lembro até a marca, era Verbatim, o sistema operacional era um MS-DOS 3.0 (detalhe Inglếs). Depois meu querido Pai Paulo José Lourenço (Mr. Lourenço) comprou um HD e mais memória para essa belezoca, agora olha que legal eu tinha um PC com sistema operacional em disco rígido e +320 KB (totalizando 640 KB. É memória para mais de metro sô!). A tarefa de instalação ficou com quem nada mais que Mr. Jisser de Moraes Lourenço (meu irmão), ele instalou e configurou o MS-DOS 5.0, na época o HD custou caro o tamanho dele era de 30 MB (e você reclama do seu HDzinho de 160 GB, não é?).

Ao acompanhar meu irmão nessa escovação de bits acabei me tornando um eterno apaixonado por desenvolvimento. Juntamente com ele pude ter contato com linguagens de baixo, médio e alto nivel: Assembly, C, C++, Basic (Qbasic), VB, Java e a eletrônica com seus projetos em que trabalhava pelas madrugadas.

Alienux – O contato imediato.

Em 1996 (aos 16 anos de idade) tive meu primeiro contato imediato com o Linux, era uma distribuição da Red Hat (primeiras versões). Breve estudaremos juntos o que são distribuições suas diferenças. Um fato engraçado foi que na interface gráfica da época (FWM95) eu (descuidado como era) ocultei a barra de tarefas, então meu irmão e seus amigos ficaram super bravos comigo, então no desespero consegui trazê-la de volta,
Ufa!
Na época já era um usuário nato em MS-DOS e Windows 3.1/3.11. Mas meu amigo(a)! Quando eu vi aquele sistema operacional (diferente) ele mexeu comigo, queria saber como funcionava, apreciava ver aquelas linha de comandos do Shell (calma vamos aprender o que é um!). Bom para resumir Linux se tornou um sucesso em minha vida. Hoje sou um Profissional na área de redes com essa solução, faço implementação de servidores em Linux e pretendo aprender mais inclusive, desenvolver software em linguagens C/C++ e Java, tanto no meio comercial como no Open Source, contribuindo com a comunidade. Hoje posso dizer que o Software Livre mudou minha mentalidade sobre o que é e poderá ser um mundo digital para todos. Bom é isso pessoal, esse sou eu, agora vamos ao que de fato interessa Linux na veia, Yeah!!!

A HISTÓRIA DO LINUX

A origem

Antes de começarmos a falar de Linux e seu criador Linus Benedicts Torvalds, é bom que conheçamos um pouco sobre o Unix e sua versão gratuita de código aberto para PCs, o Minix. Ela foi à base para o desenvolvimento do Linux. Minix é um clone de código aberto pequeno e leve do Unix que foi desenvolvido pelo grande Andy Tannenbaun, um professor de Sistemas Operacionais da Universidade de Helsinque, ele criou o sistema operacional para seus alunos utilizarem no aprendizado de sua cadeira, nomeado de Minix (http://wiki.sintectus.com/bin/view/SO/Minix). Seu código fonte é aberto e disponível para download em (http://www.minix3.org). Qualquer programador experiente pode fazer alterações e re-distribuir livremente (sem cobrar claro, exclusivamente de uso educacional), facilitando o estudo do Unix em casa.
É bom saber também que o Minix embora clone do Unix teve todo o seu código completamente escrito do (zero). Ele não contém nenhum código da AT&T (detentora do engenho), por isso ele pode ser distribuído livremente.

Um jovem universitário, corajoso e talentoso Linus Benedicts Torvalds
Quando se fala sobre Linux entre os entendidos o nome a ser citado em algum momento da conversa sempre é Linus Benedicts Torvalds inclusive o próprio nome Linux é derivado da junção de Linus + Unix. Linus foi um estudante da Universidade de Helsinki, na Filândia em 1991, ele por hobby decidiu criar um sistema operacional mais poderoso que o Minix, então para divulgar sua Idea ao um grupo pela Usenet (uma espécie de antecessora da Internet).
Veja a mensagem de Linus:

"Você sente falta dos dias do Minix/1.1 quando homens eram homens e escreviam seus próprios drivers? Você está sem nenhum projeto legal e está ansioso para mexer num sistema operacional que você possa modificar para atender às suas necessidades? Você está achando chato quando tudo funciona no minix? Não ficar mais a noite inteira tentando arrumar um programa legal? Então esta mensagem pode ser para você. Como eu disse há um mês (?) atrás, eu estou trabalhando numa versão grátis dum similar para o Minix, para computadores AT-386. Ela finalmente atingiu o estágio onde já é usável (apesar de talvez não for, dependendo do que você quer), e eu estou a fim de colocar (online) o código fonte para uma distribuição melhor. É apenas a versão 0.02 (com mais um patch), mas eu já rodei bash/gcc/gnu-make/gnu-sed/compress dentro dela..."

Linus Torvalds 10/05/1991 ás 09h24min: 25
Referência: http://www.linux.org/info/linus.html

Então ele disponibilizou o código fonte do kernel (núcleo do sistema operacional) na internet pelo seu FTP para que todos os interessados pudessem baixar livremente. Linus continuou trabalhando até que em 1994 disponibilizou uma versão estável do kernel, a 1.0, hoje estamos na versão 2.6 (que avanço não?), parece pequeno, mas não é não, grandes mudanças ocorreram e estão ocorrendo e o sistema operacional se torna cada vez melhor, mais rápido, estável e compatível com os hardwares diversos.

AFINAL O QUE É LINUX?

Sistema operacional gratuito de código aberto, uma re-implementação das especificações POSIX (Padronização da IEEE - Instituto de Engenharia Eletro Eletrônica), para sistemas extensão System V e BSD. Isso significa que o Linux é bem parecido com Unix, mas não é Unix, foi baseado e teve seu código fonte completamente escrito do (zero).

MAS PORQUE GRATUITO?

Muitas pessoas por preconceito falta de conhecimento da filosofia Open Source discriminam sem pensar um software pelo simples fato de ele ser gratuito. Se soubessem a riqueza que há neles jamais pensariam assim ou até mesmo se soubesse que muitas engenhocas estão sendo gerenciadas por software livre nesse exato momento, são algumas delas:
- Dispositivos Móveis
- Servidor de diversas categorias e plataformas de hardware
- Firmwares (software embarcados)
- Estações gráficas
- Vídeo games
- Computadores populares (baixo custo)
- Compiladores
I- DEs de desenvolvimento

Mr. Linus quando intencionou construir um sistema operacional livre, e nunca quis ganhar dinheiro com ele. Mas sim, construir um sistema operacional para uso doméstico voltado a desenvolvedores em plataformas Minix/Unix. Porém a coisa estourou de tal forma que invadiu o mundo inteiro, o desenvolvimento coletivo da comunidade Open Source cresceu estrondosamente e com isso propagou muito conhecimento que aprimorou, contribuiu, e acelerou a propagação da informática no mundo. Agora Linus Torvalds coordena e gerencia todo o desenvolvimento do Linux.

LICENÇA GPL, O QUE É?

Linux foi patenteado sob licenciamento GPL (General Public License), isso significa que ele é de domínio público e não pode ser comercializado como Microsoft Windows seu código fonte em poder da mesma (fechado).

GNU, O AGENTE CONCENTRADOR

Projeto formado pelo querido amigo do Software livre Mr. Richard Matthew Stallman em 1984 (http://pt.wikipedia.org/wiki/Projeto_GNU) Seu objetivo era criar um sistema operacional totalmente livre e compatível com Unix, onde qualquer pessoa teria o direito de usar, alterar e distribuir sem ter que pagar licenças de uso.
Essa filosofia passou a ter mais valia ainda quando ele solicitou o código fonte do driver de uma impressora (Xerox) para consertar o problema clássico onde os papeis enroscavam, mas pessoa o negou alegando que o código propriedade exclusiva do fabricante.
Algo demasiadamente estranho para Richard, pois a filosofia hacker da época era o desenvolvimento aberto e comunitário.

Surgimento da GNU

GNU quer dizer (GNU not is Unix) ou traduzindo (GNU não é Unix). Esse nome que parece estranho é uma analogia ao mamífero GNU, o qual corre solto em liberdade pela floresta, acabou sendo um perfeito acrônimo recursivo. Bela comparação com liberdade de uso de Softwares.

Biografia de Richard Stallman
http://pt.wikipedia.org/wiki/Richard_Matthew_Stallman#Biografia

http://www.vivaolinux.com.br/artigo/GNU-e-Linux-amigos-para-sempre?pagina=1
Site oficial da GNU http://www.gnu.org/

O Linux em si, é só um kernel. Linus Torvalds, na mesma época que escrevia o código-fonte do kernel, começou a usar programas da GNU para fazer seu sistema. Gostando da idéia, resolveu deixar seu kernel dentro da mesma licença. Kernel é a parte mais importante, pois é o núcleo e serve de comunicador entre o usuário e o computador. Interfacendo o visual com o não-visual (hardware). Por isso, com o uso de variantes dos sistemas GNU junto com o kernel, o Linux se tornou um sistema operacional definitivamente.

Conclusão

O projeto GNU é um dos responsáveis pelo sucesso do Linux, pois graças à mistura de seus programas com o kernel desenvolvido por Linus Torvalds, o Linux vem mostrando porque é um sistema operacional digno de habilidades insuperáveis por qualquer outro sistema. Inclusive se você é um amante da linguagem C/C++ (como eu) convido-o a conhecer o compilador da GNU, o GCC (GNU C COMPILER). Ele é multiplataforma e roda em qualquer sistema operacional.
E se você quer programar em Windows nessa linguagem maravilhosa (C/C++) pode usar essas ferramentas de desenvolvimento que usufruem do GCC, elas são gratuitas (Software Livre).
DEV C++ - http://www.bloodshed.net/devcpp.html
CodeBlock - http://www.codeblocks.org/
Ambas ambientes de desenvolvimento para C/C++, chamada em inglês de IDE (Integrated Development Environment) ou Ambiente de desenvolvimento integrado.

Por enquanto é só, mas já estamos trabalhando para a seqüência deste artigo, onde trataremos sobre distribuições, o modo texto (shell) e interfaces gráficas.

Obrigado pelo prestigio, e, precisando a equipe de alunos do Professor José Norberto estará sempre à disposição.

Edson Edson Alves (Titux) – Edson.vetorial@gmail.com